O JEJUM QUE EXPULSA O DEMÔNIO


  • Jesus expulsa o Demônio
  • A blasfêmia contra o Espírito Santo
  • As árvores e seus frutos
  • A Transfiguração
  • O lunático
  • Jesus é tentado pelo Diabo
  • O imposto do Templo
  • Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça... (Mateus 5v6a)



E os fariseus, tendo saído, formaram conselho contra ele, para o matarem.
Jesus, sabendo isso, retirou-se dali, e acompanhou-o uma grande multidão de gente, e ele curou a todos.
E ordenou-lhes que não manifestassem quem era ele,
para que se cumprisse o que foi anunciado pelo profeta Isaías, que diz:
"Eis aqui o meu servo que eu escolhi; o meu amado em quem muito se compraz a minha alma. Derramarei sobre ele o meu Espírito, e ele anunciará aos povos a justiça.
Não contenderá, nem clamará, nem ouvirá alguém a sua voz nas praças,
não quebrará a cana rachada, nem apagará a mecha que fumega, até que faça triunfar a justiça.
E no Seu Nome hão de esperar as nações!"

Trouxeram-lhe então, um possesso cego e mudo: Jesus curou-o, de modo que logo começou a falar e a ver.
E a multidão admirava-se e dizia: "Não será o Filho de Davi?"
Os fariseus, porém, ouvindo, disseram: "Esse tal não expulsa os demônios senão com o poder de Belzebu, príncipe dos demônios."
Porém, Jesus, conhecendo os pensamentos deles, disse-lhes: "Todo o reino, dividido contra si mesmo, será destruído; e toda a cidade ou família, dividida contra si mesma, não subsistirá.
E, se Satanás expulsa a Satanás, está dividido contra si mesmo, como subsistirá, pois, o seu reino?
E se expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam então os vossos filhos? Por isso eles próprios serão os vossos juízos.
Mas, se pelo Espírito de Deus é que eu expulso os demônios, então é chegado entre vós o Reino de Deus.
Ou como pode alguém entrar em casa de um homem forte e apoderar-se dos seus haveres, sem primeiro o amarrar? Só então poderá saquear-lhe a casa.
Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta espalha.
Portanto, eu vos digo: todo pecado e blasfêmia se perdoará aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens.
Todo o que disser alguma coisa contra o Filho do Homem, lhe será perdoado; porém o que a disser contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado, nem neste século nem no futuro.

Ou dizeis que a árvore é boa e o seu fruto, bom, ou dizeis que a árvore é má e o seu fruto, mau; porque pelo fruto se conhece a árvore.
Raça de víboras, como podeis falar coisas boas, sendo maus? Pois a boca fala do que o coração está cheio.
O homem bom tira do seu bom coração coisas boas. E o homem mau tira do seu mau coração coisas más.
Digo-vos ainda: De qualquer palavra inútil que os homens tiverem falado, darão contas no dia do juízo.
Porque sobre tuas palavras serás julgado, e sobre tuas palavras serás condenado."

Então, alguns dos escribas e dos fariseus tomaram a palavra, dizendo: "Mestre, quiséramos ver da tua parte algum sinal.
Mas ele lhes respondeu e disse: "Uma geração má e adultera pede um sinal, porém não se lhe dará outro sinal, senão o do profeta Jonas,
pois, assim como Jonas esteve três dias e três noites no ventre do monstro marinho, assim estará o Filho do homem três dias e três noites no coração da Terra.

Os ninivitas hão de levantar-se no Dia do Juízo contra esta geração e vão condená-la, porque fizeram penitência ao ouvir a pregação de Jonas. Ora está aqui alguém que é maior que Jonas!
A rainha do sul se levantará no dia do Juízo com esta geração e a condenará, porque veio dos confins da Terra para ouvir a sabedoria de Salomão. Eis que está aqui quem é mais do que Salomão.
Quando o espírito imundo sai de um homem, anda por lugares desertos, buscando repouso, e não o encontra.
Então diz: Voltarei para a minha casa, donde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada.
Vai então e traz consigo outros sete espíritos piores do que ele, e entrando se estabelecem aí. E o último estado desse homem torna-se pior do que o primeiro. Assim acontecerá com esta geração péssima.
E, falando ele ainda à multidão, eis que estavam fora sua mãe e seus irmãos, pretendendo falar-lhe.
E disse-lhe alguém: "Eis que estão ali fora tua mãe e teus irmãos, que querem falar-te."
Porém ele, respondendo, disse ao que lhe falara: "Quem é minha mãe? E quem são meus irmãos?"
E, estendendo a mão para os seus discípulos, disse: "Eis aqui minha mãe e meus irmãos;
porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai, que está nos céus, este é meu irmão, e irmã, e mãe."

(Mateus 12v14-50)


No terceiro ano de Ciro, rei da Pérsia, certa mensagem foi revelada a Daniel, que era chamado de Baltassar. Esse oráculo era verídico e anunciava grandes lutas, Daniel compreendeu o oráculo e teve conhecimento do sentido da visão.
Naquele tempo, eu, Daniel, fiz penitência durante três semanas.
Manjar desejável não comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com unguento, até que se cumpriram as três semanas.

No vigésimo quarto dia do primeiro mês do ano, eu estava à beira do grande rio, o Tigre,
quando de repente, levantei os olhos e vi: Era um homem vestido de linho e tendo na cintura um cinturão de ouro puro;
o seu corpo era como pedra preciosa e o seu rosto como relâmpago; seus olhos era como lâmpadas acesas, e seus braços e pernas tinha o brilho do bronze polido; sua voz parecia o clamor de grande multidão.
E só eu, Daniel, vi aquela visão; os homens que estavam comigo não a viram; não obstante, caiu sobre eles um grande temor, e fugiram, escondendo-se.
Tendo eu, pois, ficado sozinho, vi esta grande visão. Não ficou vigor em mim, mudou-se o meu semblante, caí desfalecido e perdi todas as forças.
Contudo, ouvi a voz das suas palavras; e, ouvindo a voz das suas palavras, eu caí com o meu rosto em terra, profundamente adormecido.
E eis que uma mão me tocou e fez me levantar sobre os meus joelhos e sobre as palmas das minhas mãos.
"Daniel, homem de predileção," disse-me ele, "presta atenção às palavras que vou dirigir-te. Levanta-te, pois tenho uma mensagem a te confiar." Como me falasse assim, levantei-me tremendo:
"Não temas, Daniel," disse-me, "porque desde o primeiro dia em que aplicaste teu espírito a compreender, e em que te humilhaste diante de teu Deus, tua oração foi ouvida, e é por isso que eu vim.
Porém o príncipe do reino dos persas resistiu-me durante vinte e um dias; mas eis que veio em meu socorro Miguel, um dos primeiros príncipes, e eu fiquei lá junto do rei dos persas.
Aqui estou para fazer-te compreender o que deve acontecer a teu povo nos últimos dias; pois esta visão diz respeito a tempos longínquos."

(Daniel 10v1-14)


Levantar-se-ão muitos falsos profetas e seduzirão a muitos.

(Mateus 24v11) Jesus


... para forçar os judeus a deixarem as Leis de Deus e as de seus pais,
Mandou também profanar o Templo de Jerusalém e dedicá-lo a Júpiter Olímpico...

(2Macabeus 6v1b-2a)


...Trazei a cada manhã vossos sacrifícios, e ao terceiro dia vossos dízimos.
Ofereçam pão fermentado como sacrifício de louvor e proclamem em alta voz as ofertas espontâneas! Pois é disso que vocês mais gostam...

(Amós 4v4b-5a)


Não fareis deuses de prata, nem deuses de ouro para pôr ao meu lado.

(Êxodo 20v23)


Quando pois virdes estabelecer-se no Lugar Santo a desoladora abominação predita pelo profeta Daniel - quem lê entenda!
Então, os que estiverem na Judéia, que fujam para os montes.

(Mateus 24v15-16) Jesus


Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto Monte.
E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.
E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.
E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: "Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés e um para Elias."
E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: "Este é o Meu Filho Amado, em quem me comprazo; escutai-o."

(Mateus 17v1-5)


"Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro ou dedicar-se-á a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e à riqueza."

(Mateus 6v24)


E os discípulos ouvindo isso, caíram sobre seu rosto e tiveram grande medo.
E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes e disse: "Levantai-vos e não tenhais medo."
E, erguendo eles os olhos, ninguém viram, senão a Jesus.
E, descendo eles do Monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: "A ninguém conteis a visão até que o Filho do Homem seja ressuscitado dos mortos."
Em seguida os discípulos o interrogaram: "Por que dizem os escribas que Elias deve voltar primeiro?"
E Jesus respondendo, disse-lhe: "Em verdade Elias virá primeiro e restaurará todas as coisas.

Mas digo-vos que Elias já veio, e não o conheceram, mas fizeram-lhe tudo o que quiseram. Assim farão eles também padecer o Filho do Homem."
Então entenderam os discípulos que lhes falara de João Batista.
E, quando eles se reuniram ao povo, um homem aproximou-se deles e prostrou-se diante de Jesus,
dizendo: "Senhor, tem piedade de meu filho, porque é lunático e sofre muito: ora cai no fogo, ora na água.
Já o apresentei a teus discípulos, mas eles não o puderam curar."
Respondeu Jesus: "Oh! geração incrédula e perversa! Até quando estarei convosco? Até quando hei de suportar-vos? Trazei-o aqui para mim."
E repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele; e, desde aquela hora, o menino sarou.
Então, os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: "Por que não pudemos nós expulsá-lo?"
E Jesus lhes disse: "Por causa da vossa pequena fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá - e há de passar; e nada vos será impossível.
Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum."

(Mateus 17v6-21)


Jesus, pois, cheio do Espírito Santo, partiu do Jordão, e foi conduzido pelo Espírito ao deserto,
onde esteve quarenta dias, e foi tentado pelo Diabo. Não comeu nada durante esses dias e quando eles terminaram, sentiu fome.
Disse-lhe o Diabo: "Se tu és o Filho de Deus, dize a estas pedras que se transformem em pão." Jesus respondeu-lhe:
"Está escrito: Nem só de pão vive o homem."
E o Diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe, num momento de tempo, todos os reinos do mundo.
E lhe disse: "Eu te darei todo o poder e riqueza desses reinos, porque tudo isso foi entregue a mim, e posso dá-lo a quem eu quiser.
Portanto, se te prostrares diante de mim, tudo será teu."

E respondendo Jesus, lhe disse: "Escrito está: Ao Senhor teu Deus adorarás e a ele servirás."
Levou-o também a Jerusalém, e pô-lo sobre o pináculo do Templo, e disse-lhe: "Se tu é o Filho de Deus, lança-te daqui abaixo,
porque está escrito: Ordenou aos seus anjos a teu respeito que te guardassem.
E que te sustivessem em suas mãos, para não ferires o pé nalguma pedra."

E Jesus, respondendo, disse-lhe: "Dito está: Não tentarás ao Senhor, teu Deus."
E, acabando o Diabo toda a tentação, ausentou-se dele por algum tempo.

(Lucas 4v1-13)


Submetei-vos, portanto, a Deus; resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós.
Aproximai-vos de Deus e ele se aproximará de vós. Lavai pecadores, as mãos e purificai os corações, ó duplos de espírito.

(Tiago 4v7-8) Tiago


Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.
Enquanto andavam pela Galiléia, disse-lhes Jesus: "O Filho do Homem será entregue às mãos dos homens,
e matá-lo-ão, e, ao terceiro dia, ressuscitará." E eles se entristeceram muito.
Quando entraram em Cafarnaum, chegaram-se a Pedro os que recebiam a didracma (para o Templo), e disseram-lhe: "Vosso Mestre não paga a didracma?"
Disse ele: "Sim." E, entrando em casa, Jesus lhe antecipou, dizendo: "Que parece, Simão? De quem cobram os reis da Terra os tributos ou os impostos? Dos seus filhos ou dos alheios?"
Disse-lhe Pedro: "Dos alheios." Disse-lhe Jesus: "Logo estão isentos os filhos.
Todavia, para que os não escandalizemos, vai ao mar e lança o anzol, e o primeiro peixe que subir, toma-o, e, abrindo-lhe a boca, acharás dentro um estáter: toma-o, e dá-lho por mim e por ti."

(Mateus 17v21-27)


Bem aventurados os que tem fome e sede de justiça, porque serão fartos.

(Mateus 5v6)



O Devorador >>
Menu
Menu Principal
<< Bem Aventurados Vós, os Pobres

^