... DAI DE GRAÇA O QUE DE GRAÇA RECEBESTES.
(Mateus 10v8b) Jesus


  • A Palavra de Deus não pode ser uma fonte de lucro
  • Os dons de Deus não podem ser negociados
  • Os discípulos de Jesus devem viver só com o necessário
  • O lucro é vergonhoso para os discípulos de Jesus
  • Os discipulos de Jesus devem trabalhar e não viver às custas do povo de Deus
  • Carta do apóstolo Judas Tadeu
  • Os falsos profetas estão condenados desde o princípio dos temspos



E os onze discípulos partiram para a Galiléia, para o Monte que Jesus lhes tinha designado.
Quando o viram, adoraram-no; alguns, porém, ainda duvidaram.
Jesus aproximando-se, falou-lhes, dizendo: "Foi-me dado todo o poder no Céu e na Terra.
Ide, pois, e ensinai todas as gentes, batizando-as em Nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo;
ensinando-as a observar todas as coisas que vos mandei. E eis que estarei convosco todos os dias até à consumação dos séculos."

(Mateus 28v16-20)


E, indo, pregai, dizendo: "É chegado o Reino dos Céus.
Curai os enfermos, ressuscitai os mortos, limpai os leprosos, expulsai os demônios. Dai de graça o que de graça recebestes.
Não queirais levar ouro nem prata, nem dinheiro nas vossas cinturas;

nem alforje para o caminho, nem duas túnicas, nem calçado, nem bordão, porque digno é o operário do seu alimento."

(Mateus 10v7-10)


E Jesus lhes disse: "Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede."

(João 6v35)


Pedro e João subiram ao Templo, para a oração da nona hora.
Certo homem coxo de nascimento, era trazido e colocado, todos os dias, à porta do Templo, chamada Especiosa, para pedir esmolas aos que entravam no Templo.
E quando viu Pedro e João que entravam no Templo, pediu que lhe dessem uma esmola.
Pedro, olhando-o, juntamente com João, disse: "Olha para nós."
O coxo tinha os olhos nos dois, esperando receber alguma coisa deles.
Mas Pedro disse: "Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou: em Nome de Jesus Cristo de Nazaré, levanta-te e anda."
E, tomando-o pela mão direita, o levantou, e imediatamente, se lhe consolidaram os pés e os tornozelos,
e de um salto pôs-se de pé e andava; e com eles entrou no Templo, andando e saltando e louvando a Deus.
E todo o povo o viu andar e louvar a Deus.
Sabiam ser ele o mesmo que estivera à porta Especiosa do Templo, a pedir esmolas, e ficaram tomados de pasmo e como que fora de si pelo que sucedera.

(Atos 3v1-10)


E Filipe, descendo a uma cidade da Samaria, anunciava-lhes Cristo.
As multidões estavam unanimemente atentas ao que Filipe dizia,
porquanto os espíritos imundos de muitos possessos saíam clamando em altas vozes.
E muitos paralíticos e coxos foram curados, pelo que houve uma grande alegria naquela cidade.
Encontrava-se já antes na cidade um homem chamado Simão que praticava a magia e maravilhava o povo de Samaria, dizendo ser ele próprio algo de grande.
Todos lhe davam ouvidos, desde o menor até ao maior, dizendo: "Este é o poder de Deus que se chama grande."
Aderiram a ele, porque, com as suas artes mágicas, os trazia seduzidos desde há muito tempo.
Porém depois que creram em Filipe, que lhes anunciava o Reino de Deus e o Nome de Jesus Cristo, iam se batizando homens e mulheres.
Então creu também o mesmo Simão; e, tendo-se batizado, ligou-se a Filipe. Observando os prodígios e grandes milagres que se faziam, cheio de pasmo admirava-se.
Ora, os apóstolos que estavam em Jerusalém, tendo ouvido dizer que a Samaria tinha recebido e Palavra de Deus, mandaram-lhes lá Pedro e João,
os quais, tendo chegado, fizeram oração por eles, a fim de receberem o Espírito Santo;
porque ele ainda não tinha descido sobre nenhum deles, mas somente tinham sido batizados em Nome do Senhor Jesus.
Então impunham-lhes as mãos e recebiam o Espírito Santo.
Quando Simão viu que se dava o Espírito Santo por meio da imposição das mãos dos apóstolos, ofereceu-lhes dinheiro,
dizendo: "Dai-me também a mim esse poder, para que aquele sobre quem eu puser as mãos receba o Espírito Santo.
Mas disse-lhe Pedro: "O Teu dinheiro seja contigo para perdição, pois cuidaste que o dom de Deus se alcança por dinheiro.
Neste assunto, não tens parte, nem herança, pois o teu coração não é reto diante de Deus.
Arrepende-te, portanto, da tua má intenção e roga ao Senhor que te perdoe, se for possível o projeto do teu coração,
porque eu vejo que tu estás num fel de amargura, e preso aos laços da iniquidade."

Simão respondeu: "Intercedei vós mesmos por mim junto do Senhor, para que me não aconteça nada do que acabais de dizer."

(Atos 8v5-24)


Exorto-vos, pois - prisioneiro que sou pela causa do Senhor - que leveis uma vida digna da vocação à qual fostes chamados,
com toda a humildade e mansidão, com paciência, suportando-vos uns aos outros em caridade;
sede solícitos em conservar a unidade do Espírito no vínculo da paz.
Sede um só corpo e um só espírito, assim como fostes chamados pela vossa vocação a uma só esperança.
Há um só Senhor, uma só fé, um só Batismo.
Há um só Deus e Pai de todos, que atua acima de todos, por todos e em todos.
Mas cada um de nós foi dada a graça, segundo a medida do dom de Cristo,
pelo que diz: "Quando ele subiu ao alto, levou cativo o cativeiro, distribuiu dons aos homens."
Ora, que quer dizer ele subiu, senão que antes havia descido a esta Terra?
Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas as coisas.
Ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,
para o aperfeiçoamento dos cristãos, para o desempenho da tarefa que visa à construção do corpo de Cristo.
Até que todos tenhamos chegado à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, até atingirmos o estado de homem feito, a estatura da maturidade de Cristo,
para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que, com astúcia, enganam fraudulosamente.
Mas, pela prática sincera da
caridade, cresçamos em todos os sentidos, naquele que é a cabeça, Cristo.
É por ele que todo o corpo - coordenado e unido por conexões que estão ao seu dispor, trabalhando cada um conforme a atividade que lhe é própria - efetua esse crescimento, visando à sua plena edificação na caridade.
Eis, portanto, o que vos digo e a advertência que vos faço no Senhor: Não torneis a proceder como os gentios, na futilidade do seu discernimento,
pois eles têm o entendimento obscurecido, por andarem alheios à vida de Deus, devido à ignorância e endurecimento do seu coração;
os quais, desesperando, se entregaram a si mesmos, à dissolução, à prática de toda a impureza, à avareza.

Vós, porém, não aprendestes assim de Cristo,
se é que o ouvistes e dele aprendestes, como convém à verdade em Jesus;
a despojar-vos do homem velho, no que diz respeito ao vosso passado, do homem corrompido pelas paixões enganadoras.
Renovais, pois, no espírito do vosso entendimento,
criado segundo Deus na justiça e na santidade verdadeira.
Por isso, renunciai à mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade, pois somos membros uns dos outros.

(Efésios 4v1-25) Paulo


Aos presbíteros, pois que estão entre vós, rogo eu, sacerdote como eles e testemunhas dos sofrimentos de Cristo, e que tomarei parte com eles naquela glória que será manifesta um dia:
Apascentai o rebanho que Deus vos confiou, velando por ele, não contra a vontade, mas espontaneamente segundo Deus nem por amor de um vergonhoso lucro mas de boa vontade.
Não como dominadores sobre os que vos foram confiados,
mas como modelo do vosso rebanho.
E, quando aparecer o supremo Pastor, recebereis a coroa imperecível de glória.

(1Pedro 5v1-4) Pedro


Sofre, pois, comigo, as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo.
Nenhum soldado em campanha se embaraça com negócios do mundo se quer agradar ao que alistou.
E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente.
É preciso que o lavrador trabalhe antes com afinco, se quer boa colheita.

(2Timóteo 2v3-6) Paulo


Pelo que, tendo nós tal ministério, em virtude da misericórdia que alcançamos, não perdemos a coragem.
Antes renunciamos a coisas que a vergonha manda ocultar, não andando com astúcia nem falsificando a Palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade.
Se o nosso Evangelho ainda estiver encoberto, está encoberto para aqueles que se perdem, para os incrédulos,
cujas inteligências o deus deste mundo cegou, a fim de impedir que neles brilhasse a luz do Evangelho, onde resplandece a glória de Cristo, que é a imagem de Deus.
De fato, não nos pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor. Quanto a nós, consideramo-nos servos vossos por amor de Jesus;

porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, ele mesmo resplandeceu em nossos corações, para que fizéssemos brilhar o conhecimento da glória de Deus na face de Jesus Cristo.

(2Coríntios 4v1-6) Paulo


Porém as coisas que eu reputava por lucro, tive-as como perdas, por Cristo.
Na verdade, julgo como perda todas as coisas, em comparação com esse bem supremo: o conhecimento de Jesus Cristo, meu Senhor. Por ele tudo desprezei e tenho em conta de esterco, a fim de ganhar Cristo.

(Filipenses 3v7-8) Paulo


Anseio pelo conhecimento de Cristo e do poder da sua ressurreição pela participação em seus sofrimentos, tornando-me semelhante a ele na morte.

(Filipenses 3v10) Paulo


Sede meus imitadores, irmãos, e olhai atentamente para os que vivem segundo o exemplo que nós damos.
Porque há muitos por aí, de quem repetidas vezes vos tenho falado e agora o digo chorando, que se portam como inimigos da cruz de Cristo.
O fim deles é a perdição, o deus deles é o ventre, e a glória deles é para confusão deles mesmos, que só pensam nas coisas terrenas.

(Filipenses 3v17-19) Paulo


Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do Evangelho da graça de Deus.

(Atos 20v24) Paulo


Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.

(Filipenses 1v21) Paulo


... porque já aprendi a contentar-me com o que tenho.
Sei viver nas privações, sei também viver na abundância. Estou acostumado a todas as vicissitudes; a ter fartura e a passar fome, a ter abundância e a padecer necessidade.
Posso todas as coisas naquele que me fortalece.

(Filipenses 4v11b-13) Paulo


... como pobres, mas enriquecendo a muitos; como nada tendo e possuindo tudo.

(2Coríntios 6v10b) Paulo


A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do Evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo.

(Efésios 3v8) Paulo


... para impedir que certas pessoas andassem a ensinar doutrinas extravagantes,
e se interessassem por fábulas e genealogias intermináveis que ocasionam disputas em lugar de promoverem a obra de Deus que se baseia na fé.
Esta recomendação só visa a estabelecer a caridade, nascida de um coração puro, de uma boa consciência e de uma fé sincera.
Apartando-se desta norma, alguns se entregaram a discursos vãos,
querendo ser doutores da Lei e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam.

(1Timóteo 1v3b-7) Paulo


É certo que se alguém aspira a um cargo de direção está aspirando a uma coisa nobre.
É preciso, porém, que o dirigente seja irrepreensível, esposo de uma única mulher, ajuizado, equilibrado, educado, hospitaleiro, capaz de ensinar,
não dado à bebida, nem briguento, mas indulgente, pacífico e sem interesse por dinheiro.
Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia.
Pois, se alguém não sabe dirigir bem a própria casa, como poderá dirigir bem a igreja de Deus?
Que ele não seja recém-convertido, a fim de que não fique cheio de soberba e seja condenado como o foi o Diabo.
Exige-se ainda que ele tenha boa fama entre os de fora, para não cair no descrédito e nos laços do Diabo.
Os diáconos igualmente devem ser dignos de respeito, homens de palavra, não inclinados à bebida, nem ávidos de lucros vergonhosos.
Conservem o mistério da fé com a consciência limpa.
Só exerçam o seu ministério depois de serem postos à prova, para que haja a certeza de serem irrepreensíveis.

(1Timóteo 3v1-10) Paulo


Firmemente apegado à Palavra fiel, tal como ela foi ensinada, para que possa exortar na sã doutrina e rebater os que a contradizem.
Porque há ainda muitos desobedientes, vãos faladores e sedutores, principalmente entre os da circuncisão.
É necessário tapar-lhes a boca, porque transtornam famílias inteiras, ensinando o que não convém, e isso por vil espírito de lucro.

(Tito 1v9-11) Paulo


Todo o que se aparta e não permanece na doutrina de Cristo, não tem Deus consigo; o que permanece na doutrina, este tem consigo o Pai e o Filho.
Se alguém vier a vós sem trazer esta doutrina, não o recebais em vossa casa, nem o saudeis.
Porque quem o saúda toma parte em suas obras más.

(2João 1v9-11) João Evangelista


Pois em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão têm valor. Mas a fé que age movida pela caridade.

(Gálatas 5v6) Paulo


... e não vos serei pesado; porque não busco os vossos bens, mas sim a vós mesmos...

(2Coríntios 12v14b) Paulo


Antes, subjugo o meu corpo e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.

(1Coríntios 9v27) Paulo


Por isso afirmo, hoje diante de vós: Estou limpo do sangue de todos,
porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus.
Tomai cuidado convosco e com todo o rebanho de que o Espírito Santo vos constitui administradores para apascentardes a igreja de Deus, adquirida por ele com o seu próprio sangue.
Porquanto eu sei que, depois da minha despedida, hão de introduzir no meio de vós certos lobos vorazes que não pouparão o rebanho,
e que dentre vós mesmos hão de sair homens propagadores de doutrinas perversas, com o intuito de arrastarem após si, muitos discípulos.

Portanto, vigiai, lembrando-vos de que, durante três anos, não cessei, noite e dia, de admoestar, com lágrimas, a cada um de vós.
E agora eu vos encomendo a Deus, e à Palavra da sua graça, àquele que é poderoso para edificar, e para vos dar a herança entre todos os que são santificados.
De ninguém cobicei a prata, nem o ouro, nem a veste,
vós mesmos o sabeis. Porque estas mãos me serviram para tudo o que me era necessário a mim e àqueles que estão comigo.

Em tudo vos demonstrei que deveis trabalhar assim, para socorrerdes os fracos, recordando-vos das Palavras que o próprio Senhor Jesus disse: "A felicidade está mais em dar do que em receber."

(Atos 20v26-35) Paulo


Intimamo-vos, irmãos, em Nome de Nosso Senhor Jesus Cristo, que eviteis a convivência de todo irmão que leve vida ociosa e contrária à tradição que de nós tendes recebido.
Sabeis perfeitamente o que deveis fazer para nos imitar. Não temos vivido entre vós desregradamente,
nem comemos de graça o pão de ninguém, mas com trabalho e fadiga, trabalhando de noite e de dia, para não sermos pesados a nenhum de vós.
Não porque não tivéssemos esse direito, mas para vos oferecer, em nós mesmos, um modelo a imitar.
Desta sorte, quando ainda estávamos convosco, vos declaramos que, se alguém não quer trabalhar, também não coma.
Ora, nós temos ouvido dizer que há entre vós pessoas desregradas, as quais, em lugar de trabalharem, se ocupam com futilidades.
A estas ordenamos e exortamos, em Nome do Senhor Jesus Cristo, a que trabalhem pacificamente, para comerem assim o pão que elas mesmas tiverem ganho.

(2Tessalonicenses 3v6-12) Paulo


Procurai viver em serenidade, ocupar-vos dos vossos negócios e trabalhar com as vossas mãos, como vos ordenamos;
É assim que vivereis honrosamente em presença dos de fora e não sereis pesados a ninguém.

(1Tessalonicenses 4v11-12) Paulo


Fazei como eu: em todas as circunstâncias procuro agradar a todos. Não busco os meus interesses próprios, mas os interesses dos outros, para que todos sejam salvos.

(1Coríntios 10v33) Paulo


Sede meus imitadores como eu o sou de Cristo.

(1Coríntios 11v1) Paulo


E nos afadigamos, trabalhando com nossas próprias mãos somos injuriados e bendizemos; somos perseguidos e sofremos.

(1Coríntios 4v12) Paulo


Por amor dos escolhidos tudo suporto, para que também eles consigam a salvação, que está em Jesus Cristo, e a glória eterna.
Porque esta Palavra é verdadeira: Se morrermos por ele, também com ele reviveremos;
se perseverarmos, reinaremos com ele, mas, se o negarmos, ele também nos negará.
Se formos infiéis, ele continuará fiel, porque não se pode contradizer a si mesmo.

(2Timóteo 2v10-13) Paulo


Jesus Cristo é sempre o mesmo ontem e hoje; ele o será também por todos os séculos.
Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça e não com manjares, que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.

(Hebreus 13v8-9)


Recebei-nos em vossos corações; a ninguém agravamos, a ninguém corrompemos, de ninguém buscamos o nosso proveito.

(2Coríntios 7v2) Paulo


É que a nossa pregação não nasce do erro, nem de segundas intenções, nem de esperteza.
Mas, como Deus nos julgou dignos de nos confiar o Evangelho, falamos, não para agradar aos homens, e sim a Deus, que sonda os nossos corações.
Porque, como bem sabeis, nunca usamos de palavras lisonjeiras, nem houve um pretexto de avareza; Deus é testemunha.
Nem buscamos glória dos homens, quer de vós, quer de outros.
Ao contrário, podendo fazer sentir o nosso peso como Apóstolos de Cristo, fizemo-nos pequenos entre vós, como uma mãe que acalenta os filhinhos, que anda a criar.
Assim, amando-vos muito, ansiosamente desejávamos dar-vos não só o Evangelho de Deus, mas ainda as nossas próprias vidas, porquanto nos éreis muito queridos.
Lembrai-vos, irmãos, dos nossos trabalhos e da nossa fadiga: Trabalhamos de noite e de dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, enquanto vos anunciávamos o Evangelho de Deus.
Vós sois testemunhas, e também Deus, de quão santa, justa e irrepreensivelmente nos portamos convosco que crestes.

(1Tessalonicenses 2v3-10) Paulo


Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago, aos eleitos, amados por Deus e guardados para Jesus Cristo.
A misericórdia, a paz, e a caridade aumentem em vós.
Caríssimos, estando eu muito preocupado em vos escrever a respeito da nossa comum salvação, senti a necessidade de dirigir-vos esta carta para exortar-vos a pelejar pela fé, confiada de uma vez para sempre aos santos.
Porque intrometeram-se furtivamente no meio de vós certos homens ímpios, antecipadamente destinados para este juízo - os quais trocaram a graça de Nosso Deus em luxúria, e negam a Jesus Cristo, nosso único Dominador e Senhor.
Quero lembrar-vos, embora saibais todas estas coisas, que o Senhor, depois de ter salvo o povo da terra do Egito, fez perecer em seguida os incrédulos.
E os anjos que não souberam conservar a sua dignidade, mas abandonaram a própria morada, ele os guardou para o julgamento do grande dia, em prisões eternas e no fundo das trevas.
Da mesma forma Sodoma, Gomorra e as cidades circunvizinhas, que praticaram as mesmas impurezas e se entregaram a vícios contra a natureza, jazem lá como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno.
Da mesma maneira também estes contaminam a sua carne, e desprezam o poder, e blasfema da majestade.
Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o Diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: "O Senhor te repreenda."
Porém, estes realmente blasfemam contra todas as coisas que ignoram, e se pervertem, como brutos irracionais, em tudo aquilo que naturalmente conhecem.
Ai deles, porque andaram pelo caminho de Caim, e por amor do lucro caíram no erro de Balão e pereceram na revolta de Coré.
Estes são manchas em vossas festas de caridade, banqueteando-se convosco e apascentando-se a si mesmos sem temor; eles são como nuvens sem água, levadas pelo vento, ou como árvores no fim do outono que não dão fruto, duas vezes mortas e arrancadas pela raiz.
São como as ondas bravias do mar, espumando a própria indecência. São como astros errantes, para os quais está reservada a escuridão das trevas eternas.
Também Enoc, que foi o oitavo patriarca depois de Adão, profetizou a respeito deles, dizendo: "Eis que veio o Senhor entre milhares de seus santos
para julgar a todos e confundir a todos os ímpios por causa das obras de impiedade que praticaram, e por causa de todas as palavras injuriosas que eles, ímpios, têm proferido contra Deus.
Eles são uns murmuradores queixosos, que andam segundo as suas paixões, e a sua boca profere coisas soberbas, e bajulam as pessoas por motivos interesseiros.

Mas vós, caríssimos, lembrai-vos das palavras preditas pelos apóstolos de Nosso Senhor Jesus Cristo,
os quais vos diziam: "No fim dos tempos virão impostores, que viverão segundo as suas ímpias paixões."
São esses indivíduos! Eles causam divisões, são materiais e não possuem o Espírito.

Vós, porém, caríssimos, edificai-vos mutuamente sobre o fundamento da vossa santíssima fé; orai no Espírito Santo.
Conservai-vos no amor de Deus, aguardando a misericórdia de Nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
Procurem convencer os vacilantes,
salvem a uns, arrancando-os do fogo; tenham compaixão de outros, mas com temor. Detestem até a roupa contaminada pelos instintos egoístas dos ímpios.
Ao que é poderoso para vos conservar sem pecado, e para vos apresentar ante os olhares da sua glória, imaculados e jubilosos na vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo;
ao Deus único, Salvador Nosso, por Jesus Cristo Nosso Senhor, seja dada glória e magnificência, império e poder, antes de todos os séculos, e agora e por todos os séculos dos séculos. Amém.

(Judas)


Se alguém ensina alguma outra doutrina e se não conforma com as sãs Palavras de Nosso Senhor Jesus Cristo e com a doutrina que é segundo a piedade,
é soberbo e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas,
contendas de homens corruptos de entendimento e privados da verdade, que julgam ser a piedade uma fonte de lucro.
A piedade é realmente uma fonte de lucro, quando sabe contentar-se com o que é necessário.
Porque nada trouxemos para este mundo, e sem dúvida nada podemos levar dele.
Tendo alimento e vestuário, contentemo-nos com isto.
Porque os que querem fazer-se ricos caem na tentação e no laço do demônio e em muitos desejos inúteis e perniciosos, que submergem os homens no abismo da morte, e da perdição.
Com efeito a raiz de todos os males é o amor ao dinheiro, por causa do qual alguns se desencaminharam da fé e se enredaram em muitas aflições.
Mas tu ó homem de Deus, foge desses vícios e procura com todo o empenho a piedade, a fé, a caridade, a paciência, a mansidão.
Combate o bom combate da fé e conquista a vida eterna, para a qual foste chamado e da qual fizeste solene profissão de muitas testemunhas.
Eu te ordeno diante de Deus que dá vida a todas as coisas e diante de Jesus Cristo que perante Pôncio Pilatos fez uma tão bela confissão.

(1Timóteo 6v3-13) Paulo


... o Meu Reino não é deste mundo...

(João 18v36b) Jesus


Que guardes este Mandamento sem mácula e sem repreensão até a aparição de Nosso Senhor Jesus Cristo,
a qual a seu tempo, manifestará o bem aventurado e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores,
aquele que é o único que possui a imortalidade e que habita na luz inacessível, a quem nenhum homem viu, nem pode ver. A ele seja dada honra e poder eterno. Amém.

(1Timóteo 6v14-16) Paulo


Digno é o Operário do seu Alimento >>
Menu
Menu Principal
<< O Meu Reino não é Deste Mundo

^