A RESSURREIÇÃO DOS MORTOS


  • Deus é Deus dos vivos
  • Ezequiel e o vale de ossos secos
  • A Igreja de Esmirna
  • Jesus ressuscita o filho da viúva
  • A Palavra de Deus é vida
  • Como ressuscitarão os mortos?



Após reunir seu exército, Judas chegou até a cidade de Odolam. No sétimo dia, depois de se purificarem conforme o costume, celebraram o Sábado.
No dia seguinte, como a tarefa era urgente, os homens de Judas foram recolher os corpos daqueles que tinham morrido na batalha, a fim de sepultá-los ao lado dos parentes, nos túmulos de seus antepassados.
Foi então que encontraram, por baixo das roupas de cada um dos mortos, objetos consagrados aos idolos de Jâmnia, coisa que a Lei proibia aos judeus. Então ficou claro para todos o motivo da morte deles.
E todos louvaram a maneira de agir do Senhor, que julga com justiça e coloca as claras as coisas escondidas.
E puseram-se em oração, para implorar-lhe o perdão completo do pecado cometido. O nobre Judas falou a multidão, exortando-a a evitar qualquer transgressão, ao ver diante dos olhos o mal que havia sucedido aos que foram mortos por causa dos pecados.
Tendo feito uma coleta, mandou duas mil dracmas de prata a Jerusalém, para se oferecer um sacrifício pelo pecado. Obra bela e santa, inspirada pela crença da ressurreição,
se não tivesse esperança na ressurreição dos que tinham morrido na batalha, seria coisa inútil e tola rezar pelos mortos.
Mas, considerando que existe uma bela recompensa guardada para aqueles que são fiéis até a morte,
então esse é um pensamento santo e piedoso. Por isso, mandou oferecer um sacrifício pelo pecado dos que tinham morrido, para que fossem libertados do pecado.

(2Macabeus 12v38-46)


Mas os teus mortos hão de reviver e seus cadáveres se levantarão. Os que dormem no pó vão acordar e cantar, pois o teu orvalho é um orvalho de luz, e a terra das sombras dará à luz.

(Isaías 26v19)


Ora, se se prega que Cristo ressuscitou dos mortos, como dizem alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos?
Se não há ressurreição dos mortos, também Cristo não ressuscitou.
E, se Cristo não ressuscitou é vã a vossa pregação e vã a nossa fé.
Se os mortos não ressuscitam, então somos testemunhas falsas de Deus, pois estamos testemunhando contra Deus, ao dizermos que Deus ressuscitou a Cristo.
Pois, se os mortos não ressuscitam, Cristo também não ressuscitou.
E se Cristo não ressuscitou, é vã a vossa fé, pois ainda permaneceis nos vossos pecados.
E também aqueles que morreram em Cristo pereceram.
Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.
Mas não! Cristo ressuscitou dos mortos como primícias dos que morreram.
Com efeito, se por um homem veio a morte, por um homem vem a ressurreição dos mortos.
E, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo.
Cada qual, porém, em sua ordem: como primícias, Cristo; em seguida, os que forem de Cristo, na ocasião de sua vinda.
A seguir, chegará o fim, quando Cristo entregar o Reino a Deus Pai, depois de ter destruído todo principado, toda autoridade, todo poder.
Porque convém que reine até que haja posto a todos os inimigos debaixo de seus pés.
O último inimigo a ser destruído será a morte.

(1Coríntios 15v12-26) Paulo


Ora, vieram ter com ele os saduceus, que afirmam não haver ressurreição, e perguntaram-lhe:
"Mestre, disseram, Moisés prescreveu-nos que, se morresse o irmão de alguém, deixando a mulher e não deixando filhos, seu irmão teria de se casar com a viúva para proporcionar descendência ao irmão.
Eram sete irmãos, e o primeiro se casou e morreu sem deixar filhos.
O segundo se casou com a viúva e morreu também sem deixar filhos, e o mesmo aconteceu ao terceiro.
E tomaram-na os sete, sem, contudo, terem deixado descendência. Finalmente, depois de todos, morreu também a mulher.
Na ressurreição, pois, quando tornarem a viver, de qual deles será a mulher? Porque os sete a tiveram por mulher."
E respondendo Jesus, lhes disse: "Não vedes que errais, não compreendendo as Escrituras e o poder de Deus?
Pois, quando ressuscitarem dentre os mortos, nem os homens hão de casar-se, nem as mulheres serão dadas em casamento, mas todos serão como anjos nos céus.
E, acerca dos mortos que houverem de ressuscitar, não tendes lido no Livro de Moisés como Deus lhe falou na sarça, dizendo: Eu sou o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó?
Ele não é Deus dos mortos, mas dos vivos.
Logo vós estais num grande erro."
Então aproximou-se um dos escribas, que os tinha ouvido discutir, e, vendo que Jesus lhes tinha respondido bem, perguntou-lhe: “Qual é o primeiro de todos os Mandamentos?”
Jesus respondeu-lhe: “O primeiro de todos os Mandamentos é este: Ouve, Israel: O Senhor nosso Deus é o único Senhor,
amarás, pois, ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o Primeiro Mandamento.”
E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro Mandamento maior do que estes."
E o escriba lhe disse: "Muito bem, Mestre, e com verdade disseste que há um só Deus e que não há outro além dele;
e que amá-lo de todo o coração, e de todo o entendimento, e de toda a alma, e de todas as forças e amar o próximo como a si mesmo é mais do que todos os holocaustos e sacrifícios."
E Jesus, vendo que havia respondido sabiamente, disse-lhe: "Não estás longe do Reino de Deus." E já ninguém ousava perguntar-lhe mais nada.

(Marcos 12v18-34)


Ama a Deus durante toda a tua vida, e invoca-o para tua salvação

(Eclesiástico 13v18)


Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam.

(João 5v39) Jesus


Por acaso Javé feriu a Jacó como feriu àqueles que ferem Jacó? Ou será que o matou, como matou os seus assassinos?

(Isaías 27v7)


Veio sobre mim a mão do Senhor, e o Senhor me levou em espírito, e me pôs no meio de um vale que estava cheio de ossos.
E o Espírito me fez circular em torno deles, por todos os lados. Notei que havia grande quantidade de ossos espalhados pelo vale e que estavam todos secos.
Então disse-me: "Filho do homem, porventura julgas que estes ossos possam reviver?" Eu respondi-lhe: "Senhor Deus, tu o sabes."
Então, me disse: "Profetiza sobre estes ossos e dize-lhe: "Ossos secos, ouvi a Palavra do Senhor.
Isto diz o Senhor Deus a estes ossos: Eis que vou infundir em vós o espírito e vós vivereis.
Porei em vós músculos, farei vir carne sobre vós, cobrir-vos-ei de pele; depois farei entrar em vós o sopro da vida, a fim de que revivais. E sabereis assim que eu sou o Senhor."
Eu, pois, profetizei como o Senhor me tinha mandado, e, enquanto eu profetizava, ouviu-se um ruído, depois fez-se um reboliço; os ossos aproximaram-se uns dos outros, pondo-se cada um na sua juntura.
Prestando atenção, vi que se formavam sobre eles músculos, que nascia neles carne e que uma pele os recobria. Todavia, não tinham espírito.
Então disse-me o Senhor: "Profetiza ao espírito: profetiza, filho do homem, e dize ao espírito: Isto diz o Senhor Deus: Espírito, vem dos quatro ventos, sopra sobre estes mortos, e revivam."
Profetizei, pois, como o Senhor me tinha ordenado; o espírito entrou neles. Retornando à vida, eles se levantaram sobre seus pés: um grande, um imenso exército.
Disse-me o Senhor: "Filho do homem, todos estes ossos são a casa de Israel: Eles dizem: Nossos ossos estão secos e nossa esperança se foi. Para nós tudo acabou.
Portanto, profetiza e dize-lhes: Assim diz o Senhor Jeová: Eis que eu abrirei as vossas sepulturas, e vos farei sair das vossas sepulturas, ó povo meu, e vos trarei à terra de Israel.
E sabereis que eu sou o Senhor, quando eu abrir as vossas sepulturas e vos fizer sair das vossas sepulturas, ó povo meu.
E porei em vós o meu Espírito para vos fazer voltar à vida e quando eu vos hei de restabelecer em vossa terra. Sabereis então que sou eu o Senhor, que o disse e o executei - Oráculo do Senhor."

(Ezequiel 37v1-14)


"E naquele tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no Livro.
A multidão dos que dormem no pó da terra, acordarão uns para a vida eterna e outros para o opróbrio que terão sempre diante dos olhos.
Os sábios, pois, resplandecerão como o resplendor do firmamento; e os que a muitos ensinam a justiça refulgirão como as estrelas, sempre e eternamente.
Tu, porém Daniel conserva guardadas estas Palavras e sela o Livro até ao tempo determinado; muitos o passarão pelos olhos e tirarão dele muita ciência."
E eu, Daniel, olhei, e eis que estavam outros dois, um desta banda, à beira do rio, e o outro da outra banda, à beira do rio.
Um deles disse ao homem vestido de linho que estava sobre as águas do rio: "Quando se realizarão essas coisas maravilhosas?"
E ouvi o homem vestido de linho, que estava sobre as águas do rio, quando levantou a sua mão direita e a sua mão esquerda ao céu e jurou, por aquele que vive eternamente, que depois de um tempo, de tempos e metade de um tempo, e quando tiverem acabado de destruir o poder do povo santo, todas essas coisas serão cumpridas.
Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso, eu disse: "Senhor meu, qual será o fim dessas coisas?"
E ele disse: "Vai Daniel, porque estas Palavras estão fechadas e seladas até ao tempo do fim.
Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente, e nenhum dos ímpios entenderá, mas os sábios entenderão.
E, desde o tempo em que o contínuo sacrifício for tirado e posta a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias.
Bem aventurados o que espera e chega até mil trezentos e trinta e cinco dias.
Quanto a ti, vai até o fim: tu repousarás e te levantarás para parte de herança, no fim dos tempos."

(Daniel 12)


O justo perece, e ninguém se incomoda; os homens de bem são eliminados, e ninguém se importa. Porque o justo é levado antes que venha o mal,
Venha a paz, descanse no seu leito aquele que andou na retidão.

(Isaías 57v1-2)


E ao anjo da igreja que está em Esmirna escreve: "Isto diz o Primeiro e o Último, que foi morto, e está vivo.
Conheço a tua tribulação e a tua pobreza. Mas tu és rico, e és caluniado por aqueles que se dizem judeus, e não são; mas são a sinagoga de Satanás.
Nada temas das coisas que hás de padecer. eis que o Diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados, e tereis uma tribulação de dez dias. Se fiel até a morte, e te darei a coroa da vida.
Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer não sofrerá o dano da segunda morte."

(Apocalipse 2v8-11)


... E vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de Jesus e pela Palavra de Deus, e não adoraram a Besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na testa nem na mão; e viveram e reinaram com Cristo durante mil anos.
Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição.
Bem aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele mil anos.

(Apocalipse 20v4b-6)


... Eu vim para que as ovelhas tenham vida e para que a tenham em abundância.

(João 10v10b) Jesus


Tendo Jesus concluído todos os seus discursos ao povo que o escutava, entrou em Cafarnaum.
Estava aí enfermo, às portas da morte, um servo muito querido de um centurião.
Ouvindo falar de Jesus, enviou-lhe alguns judeus idosos para lhe pedir que viesse salvar-lhe o servo.
Chegando junto de Jesus, suplicaram-lhe insistentemente: "Ele merece que lhe faça isso,
pois ama o nosso povo e foi ele quem nos construiu a sinagoga."
Jesus então foi com eles. E já não estava longe da casa, quando o centurião lhe mandou dizer por amigos seus: "Senhor, não te incomodes tanto assim, porque não sou digno de que entres em minha casa;
nem me julguei digno de ir ter contigo. Mas dize uma só Palavra e o meu servo será curado.
Porque eu, embora subalterno, tenho sob as minhas ordens soldados, e digo a um: Vai, e ele vai; e a outro: Vem, e ele vem, e ao meu servo: Faze isto e ele faz."
Ouvindo estas palavras, Jesus ficou admirado. E, voltando-se para o povo que o ia seguindo, disse: "Em verdade vos digo; nem mesmo em Israel encontrei tamanha fé."
Voltando para a casa do centurião os que haviam sido enviados, encontraram o servo curado.
Em seguida, dirigiu-se a uma cidade chamada Naim, indo com ele os seus discípulos e uma grande multidão.
E quando chegou perto da cidade, eis que levavam um defunto a sepultar, filho único de mãe viúva. E vinha com ela gente da cidade.
Tendo-a visto o Senhor, movido de compaixão para com ela, disse-lhe: "Não chores."
Aproximou-se e tocou no esquife. Os que levavam pararam. Então disse ele: "Jovem, eu te digo, levanta-te."
E se sentou o que estava morto, e começou a falar. E Jesus o entregou a sua mãe.
Apoderou-se de todos o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: "Um grande profeta surgiu entre nós: Deus voltou os olhos para o seu povo."
E correu dele esta fama por toda a Judéia e por toda a terra circunvizinha.
E os discípulos de João anunciaram-lhe todas essas coisas.
E João chamou dois dos seus discípulos e enviou-os a Jesus, perguntando: "És tu o que há de vir ou devemos esperar por outro?"
E, quando aqueles homens chegaram junto dele, disseram: "João Batista enviou-nos a perguntar-te: És tu aquele que havia de vir ou esperamos outro?"
Nessa altura, Jesus curava a muitos das suas doenças, padecimentos e espíritos malignos e concedia vista a muitos cegos.
Respondendo, então, Jesus, disse-lhes: "Ide e anunciai a João o que tendes visto e ouvido: os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos ressuscitam, aos pobres é anunciada a Boa Nova;
e bem aventurado aquele que em mim se não escandalizar."

(Lucas 7v10-23)


Disse, pois, Marta a Jesus: "Senhor, se tu estivesses aqui, meu irmão não teria morrido.
Mas também, agora, sei que tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá."
Disse-lhe Jesus: "Teu irmão há de ressuscitar."
Disse-lhe Marta: "Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último Dia."
Disse-lhe Jesus: "Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;
e todo aquele que vive e crê em mim nunca morrerá. Crês tu isso?"

(João 11v21-26)


Respondeu-lhe, pois, Simão Pedro: "Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as Palavras da Vida Eterna,
e nós temos crido e conhecido que tu és o CRISTO O FILHO DE DEUS."

(João 6v68-69)


... e o nome pelo qual se chama é a PALAVRA DE DEUS.

(Apocalipse 19v13b)


.. tomou Jesus pão, e, abençoando-o, o partiu, e deu-lho, e disse: "Tomai, comei, isto é o meu CORPO."

(Marcos 14v22b)


E Jesus lhes disse: "Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede.
Mas eu já vos disse que me tendes visto e não acreditais.
Todos aqueles que o Pai me dá virão a mim. E eu nunca rejeitarei aquele que vem a mim,
porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.
Ora, a vontade daquele que me enviou é que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas que os ressuscite no Último Dia.
E a vontade de meu Pai que me enviou, é que todo o que vê o Filho e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no Último Dia."

Entretanto murmuravam contra ele os judeus porque dissera: "Eu sou o pão vivo, que desci do céu."
E diziam: "Não é ele Jesus, filho de José, de quem conhecemos o pai e a mãe? Como é que diz agora: Desci do céu?"
Respondeu então Jesus, e lhes disse: "Não murmureis entre vós.
Ninguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, o não trouxer; e eu o ressuscitarei no Último Dia.
Escrito está nos profetas: E serão todos ensinados por Deus. Todo aquele que ouviu o Pai e compreendeu, vem a mim.
Não que alguém visse o Pai, a não ser aquele que é de Deus; este tem visto ao Pai.
Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna.
Eu sou o pão da vida."

(João 6v35-48)


... Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a Palavra que sai da boca de Deus.

(Mateus 4v4b) Jesus


Pois assim como o Pai ressuscita os mortos e os vivifica, assim também o Filho vivifica aqueles que quer.
O Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o poder de julgar,
para que todos honrem o Filho, como honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai, que o enviou.
Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a Minha Palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não incorre na condenação, mas passou da morte para a vida.
Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem, viverão;
porque, assim como o Pai tem a vida em si mesmo, assim também concedeu ele ao Filho ter a vida em si mesmo,

e lhe deu o poder de julgar, porque é Filho do Homem.
Não vos admireis disto, porque vem a hora que todos os que jazem nos sepulcros ouvirão a voz do Filho de Deus.
E os que tiverem feito o bem, sairão para a ressurreição da vida;
mas os que tiverem feito o mal, sairão ressuscitados para a condenação.
Eu nada posso fazer de mim mesmo. Julgo segundo o que ouço; e o meu juízo é justo; porque não busco a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.

(João 5v21-30)


E Jesus clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito.
E eis que o véu do Templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a Terra, e fenderam-se as pedras.
Os sepulcros se abriram e os corpos de muitos justos ressuscitaram.
E, saindo das sepulturas depois da ressurreição de Jesus, foram à Cidade Santa e apareceram a muitos.

(Mateus 27v50-53)


"Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer; fica ele só; mas, se morrer, dá muito fruto.
Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem, neste mundo, aborrece a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna.
Se alguém deseja servir-me, siga-me, e, onde eu estiver, aí estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará.
Minha alma está perturbada. E que direi? Pai livra-me dessa hora! Mas exatamente para isso é que eu cheguei a esta hora!
Pai, glorifica o teu nome." Veio então uma voz do céu: "Já o glorifiquei, e hei de glorificá-lo ainda."
Ora, a multidão que ali estava e que a tinha ouvido dizia que havia sido um trovão. Outros diziam: "Um anjo lhe falou."
Explicou Jesus e disse: "Não foi por minha causa que esta voz se ouviu, mas por vossa causa.
Agora, é o juízo deste mundo; agora, será expulso o príncipe deste mundo."

(João 12v24-31)


E, visto como os filhos participam da carne e do sangue, também ele participou das mesmas coisas, para que, pela morte, aniquilasse o que tinha o império da morte, isto é, o Diabo.
E libertar aqueles que, pelo temor da morte, estavam toda a vida sujeitos à escravidão.

(Hebreus 2v14-15)


Eu os livrarei do poder da morte, eu os resgatarei da morte. Ó morte, eu hei de ser a tua destruição...

(Oséias 13v14a)


... há de haver ressurreição dos mortos, tanto dos justos como dos injustos.

(Atos 24v15b) Paulo


Não queremos, irmãos que ignoreis coisa alguma a respeito dos mortos, para não vos entristecerdes como os outros que não têm esperança.
Se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também devemos crer que Deus levará, por Jesus e com Jesus, os que morrem nele.
Eis o que vos declaramos, conforme a Palavra do Senhor: Por ocasião da vinda do Senhor, nós, os que estivermos vivos, não precederemos os mortos.
Quando for dado o sinal, à voz do arcanjo e ao som da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá do céu e os que morreram em Cristo ressurgirão primeiro.
Depois nós, os vivos, que estivermos ainda na terra, seremos arrebatados junto com eles para as nuvens, ao encontro do Senhor nos ares. E então estaremos para sempre com o Senhor.
Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

(1Tessalonicenses 4v13-18) Paulo


Sabendo que aquele, que ressuscitou Jesus, nos ressuscitará também com Jesus e nos colocará convosco ao lado dele.

(2Coríntios 4v14) Paulo


Mas alguém dirá: "Como ressuscitarão os mortos? E com que corpo virão?"
Insensato! O que semeais não toma vida se primeiro não morrer.
E, quando semeias, não semeais o corpo da planta que há de nascer, mas o simples grão, como, por exemplo, de trigo ou de alguma outra planta.
Deus, porém, dá-lhe o corpo como lhe apraz, e a cada uma das sementes um corpo determinado e próprio.
Nem toda carne é da mesma espécie, mas uma é a dos homens, outra a dos animais, outra a das aves e outra a dos peixes.
Também há corpos celestes e corpos terrestres, mas o brilho dos celestes difere do brilho dos terrestres.
Uma é a claridade do sol, outra a claridade da lua e outra a claridade das estrelas; e ainda uma estrela difere da outra na claridade.
Assim também é a ressurreição dos mortos. Semeando na corrupção, o corpo ressuscita incorruptível;
semeando no desprezo, ressuscita glorioso; semeando na fraqueza, ressuscita vigoroso;
semeando corpo animal, ressuscita corpo espiritual. Se há um corpo animal, também há um espiritual.
Como está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente; o segundo Adão é espírito vivificante.
Mas não é o espiritual que vem primeiro, e sim o animal; o espiritual vem depois.
O primeiro homem foi tirado da terra e é terrestre; o segundo homem, o Senhor, é do céu.
Qual o homem terreno, tais os homens terrenos; e qual o homem celestial, tais os homens celestiais.
E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial.
E, agora, digo isto, irmãos: que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção.
Vou revelar-vos um mistério: Nem todos morreremos, mas todos seremos transformados.
Num momento, num abrir e fechar de olhos, ao som da última trombeta, pois ela há de soar, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.
Pois é preciso que este corpo corruptível se revista da incorruptibilidade, e que este corpo mortal se revista de imortalidade.
Quando este corpo corruptível estiver revestido da incorruptibilidade, e quando este corpo mortal estiver revestido da imortalidade, então se cumprirá a Palavra da Escritura: A morte foi tragada pela vitória.
Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória?

Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a Lei.
Graças, porém, sejam dadas a Deus, que nos dá a vitória por Nosso Senhor Jesus Cristo!
Por consequência, meus amados irmãos, sede firmes e inabaláveis, aplicando-vos cada vez mais à obra do Senhor. Sabeis que o vosso trabalho no Senhor não é em vão.

(1Coríntios 15v35-58) Paulo


Deus nos salvou e chamou para a santidade, não em atenção às nossas obras, mas em virtude do seu desígnio, da graça que desde a eternidade nos destinou em Cristo Jesus.
E que agora foi manifestada pela aparição de Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual na verdade destruiu a morte, e pôs a claro a vida e a imortalidade pelo Evangelho.

(2Timóteo 1v9-10) Paulo


E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna.

(1João 2v25) João Evangelista


Aniquilará a morte para sempre, e assim enxugará o Senhor Jeová as lágrimas de todos os rostos, e tirará o opróbrio do seu povo de toda a Terra; porque o Senhor o disse.
E, naquele dia, se dirá: Eis que este é o Nosso Deus, a quem aguardávamos, e ele nos salvará; este é o Senhor, a quem aguardávamos, na sua salvação, exultaremos e nos alegraremos.

(Isaías 25v8-9)



A Separação do Joio e do Trigo >>
Menu
Menu Principal
<< Deus Extermina os Inimigos do Seu Povo

^